segunda-feira, 27 de julho de 2009

A origem deste sobrenome "SIMÕES LOPES"

O fundador da família Simões Lopes, e consequentemente o primeiro a usar o sobrenome "Simões Lopes", foi o comendador João Simões Lopes. Não sabemos como e porque se deu a escolha deste seu sobrenome, que surgiu da combinação o sobrenome do pai, José Lopes, com o do pai de sua avó paterna, Francisco Simões. Ao que tudo indica tal sobrenome só se fixou na descendência brasileira, mas por enquanto quase nada se sabe dos ramos colaterais portugueses da família. . Na primeira geração, os filhos receberam o sobrenome do pai, e a as filhas o sobrenome da mãe. Foi só a partir da concessão do título de Barão da Graça a João Simões Lopes Filho, que este sobrenome ganhou prestígio, com seus descendentes mantendo-o ao longo das gerações seguintes. Esta é origem desta família particular, o que não significa que todos os Simões Lopes espalhados pelo Brasil e Portugal sejam uma só família, já que a combinação de dois sobrenomes comuns como "Simões" e "Lopes" também é comum.


SIMÕES - patronímico do nome Simão, através de uma forma latina *Simonici ou visigótica *Simonis. Seu uso na Idade Média designava o filho de pai Simão, e não era um sobrenome de família. Exemplificando, um Martinho filho de um Simão da Silva seria Martinho Simões da Silva, enquanto um João filho deste Martinho seria João Martins da Silva. Com o tempo, o uso foi generalizando-se, com os filhos simplesmente repetindo o patronímico até que este "congelou-se" como um sobrenome, passando a designar diversas famílias.

LOPES - patronímico do nome Lopo, através de uma forma latina *Lupici ou visigótica *Lupis. O português Lopo e o espanhol Lope seriam o aportuguesamento do catalão Llop, forma do latim Lupus, "lobo". Seu uso na Idade Média designava o filho de pai Lopo, e não era um sobrenome de família. Exemplificando, um Martinho filho de um Lopo da Silva seria Martinho Lopes da Silva, enquanto um João filho deste Martinho seria João Martins da Silva. Com o tempo, o uso foi generalizando-se, com os filhos simplesmente repetindo o patronímico até que este "congelou-se" como um sobrenome, passando a designar diversas famílias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares